terça-feira, 6 de novembro de 2012

Prefiro Crocs


Contou-me a babá:

Meu sobrinho Felipe, de 5 anos, estava assistindo a uma partida de tênis na beira de uma quadra. Uma pessoa se aproximou e perguntou:
      Você gosta de tênis, Lipe?
      Não. Prefiro Crocs.



*

Minha sobrinha Maria Eduarda, de 6 anos, chegando de viagem à Disney.

Eu:
      Eu deixei você viajar com a minha mulher durante uma semana inteira e você não me trouxe nem um presente?
Ela:
      Eu trouxe a sua mulher de volta de presente.

*

Brincando com meus três sobrinhos, Dudu, Felipe e Henrique, irmãos de 7, 5 e 2 anos, respectivamente.

      Quantos anos você tem, Dudu?
      Sete.
      E você, Felipe?
      Cinco.
      E você, Henrique?
      ... Não xei.

*

Maria Eduarda vai ao aniversário de um dos meus sobrinhos. Brinca e se diverte a tarde inteira. Ao final do dia, minha irmã diz:
      Maria Eduarda, você tem que nos visitar mais vezes!
Ela:
      Tá bom. Eu posso sábados e domingos.

*

Há algum tempo.

Dudu:
      Dindo, brinca com a gente.
Lipe:
      Dindo, eu quero ser do seu time.
Isabela, prima deles:
      Tio Fábio, posso te chamar de Dindo também?

*

Maria Eduarda conversando com uma amiga depois de visitar a obra da minha futura casa.

     O apartamento novo da Ana é lindo. E quando tiver as coisas dentro, vai ficar mais lindo ainda.

*

Há bastante tempo.

Dudu:
      Dindo, lê esse livro para mim enquanto eu faço cocô.

Começo a ler. Lá pela terceira, quarta página, ele diz, fazendo força:

      Dindo, vai mais rápido que eu já tô quase acabando.

*

Moral da história:

Entendo quem não queira ter filhos, mas nunca vou compreender quem diz que não gosta de criança.

Nunca.

14 comentários:

  1. Fábio, nada melhor que criança... só o amor por elas, para sempre! Boa semana pra vocês!

    ResponderExcluir
  2. Lembrei de uma coluna que existia numa dessas revistas de antigamente que era só sobre "coisas de criança". Salvo engano o nome era justamente "criança diz cada coisa".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem um site também, que não consigo lembrar o nome.

      Excluir
  3. Fábio,

    Para mim, a melhor pérola infantil de todos os tempos, foi uma que a Dedéia me contou e eu nunca mais esqueci. Parece que aconteceu com o filho de uma amiga dela. É mais ou menos assim:

    “ Mamãe, quando eu vejo uma mulher pelada, eu sinto uma felicidade aqui na minha barriga que vai parar láááá no meu pintinho!!!!”

    Pode uma coisa dessas? Eu ri demais! A descrição é perfeita, melhor que qualquer dicionário!!! Hahahahhahahahahahhahaha

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. kkkkkkk!!! Amei! Principalmente a parte do "Dindo, vai mais rápido que eu já tô quase acabando."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é uma das melhores histórias dele, Marina.

      Excluir
  5. Kkkk...por isso que eu amo crianças, elas são sinceras, descomplicadas e divertidas.

    ResponderExcluir
  6. Crianças são honestas por natureza, sem preconceitos, e divertidas. Haha Eu tenho dois sobrinhos que vivem fazendo perguntas da minha condição de cadeirante. Dinda, como tu faz xixi? Dinda, andar de cadeira cansa muito? Amo as crianças, é a fase mais linda de um ser humano. Ah, tbm sou dinda! kkkkk. Como sempre, seus textos me surpreende a cada dia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tuigue, escreva um dia sobre as suas respostas para elas! Tenho certeza que será um texto muito divertido. bj

      Excluir
  7. Fabinho, teu tio NENI..sempre conta uma de criança que a gente sempre dá boas gargalhadas!!! O filho de um amigo de dele pede dinheiro ao Pai, o mesmo responde não tenho!!!O menino diz rapidamente pode ser cheque!!!Bjos.

    ResponderExcluir