segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

O primeiro

Antonio, meu filho,

Hoje é seu aniversário. O seu primeiro aniversário. E só agora, que deu o exato instante em que há um ano você estourou a bolsa e avisou que estava na hora, este texto parece pronto para nascer também.

Apesar de estar completamente voltado para o futuro – e para tudo o que os próximos meses reservam para nós – hoje tirei um tempo para olhar para trás e rever um pouco do que passamos juntos. Foi uma estrada longa, nem sempre percorrida pelo asfalto. Desbravamos mata fechada, pegamos chuva, erramos alguns caminhos. Mas no fim, chegamos ao seu primeiro ano com mais dias bons do que ruins. Mais bênçãos para agradecer do que motivos para lamentar.

Porém, enquanto transportava minha mente para o passado, fiz apenas uma rápida parada no dia do seu nascimento. Olhei em volta, vi que as lembranças ainda estavam todas vivas, mas percebi que não era ali que eu deveria desembarcar. É que na verdade você nasceu há muito tempo. Há muito mais do que um ano. Achei que você gostaria de saber. Achei que valia a pena contar.

**

Talvez no dia em que você saiba ler este texto com os próprios olhos o conceito de distância seja bem diferente, mas acredite: no tempo em que sua mãe e eu começamos a namorar, 1.000 quilômetros entre uma cidade e outra era chão suficiente para que a gente ficasse meses sem se ver.

Ela morava em Brasília, eu em São Paulo. A internet ainda estava nos primórdios. Conversas por vídeo eram pouco mais do que miragem. Viagens de avião e ligações por telefone custavam caro. Ainda mais para dois estudantes como nós, que, apesar de terem saído das fraldas há um tempo considerável, ainda dependiam dos pais para tudo o que você pode imaginar.

As apostas eram todas no fim. Comentaristas de plantão acreditavam no distanciamento natural causado pela falta de convívio. Os mais maledicentes desconfiavam de uma inevitável infidelidade, certos de que, mais dia, menos dia, um de nós trocaria o outro por alguém que estivesse presente, que vivesse por perto.

Porém, sem muitas ambições para o dia seguinte, sua mãe e eu fomos vivendo o nosso namoro um passo de cada vez, com altos e baixos como qualquer outro casal, com intermináveis conversas ao telefone madrugada adentro (depois da meia-noite, a tarifa era menor), com brigas e pazes como em todo relacionamento e, sempre que possível, com visitas para lá e para cá.

Não havia muito tempo que estávamos juntos quando sua mãe fez a primeira visita à minha casa em São Paulo. Conversa vai, conversa vem, quando percebi, ela havia retirado uma estátua de Santo Antônio da mala e colocado bem ao lado da minha cama, para que o santo memorizasse o meu rosto e, provavelmente, me vigiasse de perto.

Santo Antônio, meu filho, segundo a crendice, é o socorro das moças que desejam se casar. O problema é que – dizem os devotos – o santo se compromete apenas em arranjar o marido, sem consulta prévia de caráter, ficha criminal ou situação bancária. Prevenida, sua mãe achou melhor apresentar logo o candidato preferido. Assim Santo Antônio poderia fazer o seu trabalho sem correr o risco de errar.

Caí da gargalhada quando vi a imagem ao lado da minha cama. Mas na verdade, por dentro, estava lisonjeado. Com aquele gesto, sem dizer uma palavra sequer, sua mãe estava me pedindo em casamento. E eu, também sem falar nada, decidi aceitar.

Foi naquele instante que você nasceu, meu filho. Nasceu a ideia de um futuro a dois. Nasceu a vontade de ter filhos juntos. De certa forma, seu nome também nasceu ali. Naquela época eram as nossas ações que falavam. Levar o santo na mala era sua mãe dizendo que queria ficar comigo. Rir em vez de me assustar era eu dizendo que desejava ao menos tentar.

Já se passaram mais de 10 anos e ainda estamos tentando com bastante êxito. Nesse meio tempo, voltei para Brasília, nos casamos (em uma igreja de Santo Antônio, é claro), tivemos alegrias e tristezas, mas, acima de tudo, criamos muitas histórias para contar.

Há exatamente um ano, toda essa insistência fez sentido. A sua chegada provou que era preciso que a gente soubesse nadar contra a maré. Era preciso que a gente aprendesse a viver sem garantias de futuro. Porque em nossa trajetória ainda havia a tarefa de criar um filho, um trabalho difícil por si só, mas quis a vida que esta missão viesse de uma forma especial.

Você, Antonio, é o maior orgulho que eu poderia ter. Em apenas um ano de vida, transformou tudo o que está a sua volta. Conseguiu realizar o mais difícil: mudar as pessoas. Começou por mim e por sua mãe, mas continuou pela nossa família, pelos nossos amigos e agora, gente de todas as partes começa a acompanhar os seus passos, a refletir com os seus desafios, a vibrar com as suas vitórias.

No dia seguinte ao seu nascimento, quando fui fazer o seu registro no cartório, tirei o acento do seu nome. Queria um nome brasileiro, mas escrito de uma forma que qualquer língua pudesse abraçar. Mas no fundo, modifiquei seu nome porque sabia que você era único. Sabia que ganharia o mundo. Então tirei o seu chapéu. São pessoas como você que o sol quer iluminar.

Parabéns pelo seu aniversário, meu filho. Amo você incondicionalmente. 
É uma honra ser seu pai.


Fotos: Tia Déia

104 comentários:

  1. Emocionante!
    É isso, simplesmente isto.
    Olhando alguns blogs na net me deparei com o seu, com este post que é uma verdadeira declaração de amor a vida, a presença, a caminhada e ao Antonio.
    Parabéns a sua família por esta criança iluminada, cheia de alegria que nos cativa com o olhar.

    ResponderExcluir
  2. O aniversário é do Antônio mas é a gente quem ganha um belo texto e uma bela história de presente a cada post, Fábio. Sempre frequento o blog, embora não participe ativamente aqui nos comentários. E quero desejar muita felicidade ao Antonio nesse dia. Parabéns a você, também, por nos brindar com ótimos textos. Parabéns ao Antonio por nos inspirar, por nos ensinar e por ser tão importante para cada um dos que o cerca. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus! Vc me arranca lágrimas toda segunda-feira.... Que texto fenomenal! Que amor mais lindo! Que família abençoada! Continue transbordando esta energia bonita! É disto que o mundo precisa!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada meu amor por estarmos juntos nessa caminhada.
    Obrigado ao Santo Antônio que entendeu o recado, rs.
    E parabéns meu filho, te amo muito.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns, Antonio! Parabéns,papai e mamãe do Antonio! Aqui em casa tem um Antonio para o qual eu tiro o meu chapéu todos os dias há mais de doze anos. Um nome lindo para seres iluminados, que enchem a vida da gente de alegria!

    ResponderExcluir
  6. Felicidades pra vocês Fabinho, Ana e Antonio. É muita sorte nossa poder compartilhar essa caminhada tão sincera e amorosa. Feliz aniversário pro Antonio que mudou e muda a vida de todos perto ou longe. Beijos grandes

    ResponderExcluir
  7. ... é uma bela reflexão mostrar que as histórias se iniciam onde não vemos. Nas escolhas anteriores aos fatos. O "efeito borboleta" (teoria do caos), onde "pequenas" escolhas farão toda a diferença adiante. E antes de Fábio e Ana Paula eram outras e outras histórias convergindo para que TUDO isso chegasse até aqui. ANTONIO: Parabéns por teu 1 aninho de contagem. É uma VIDA inteira para contar!! #felicidade.sempre

    ResponderExcluir
  8. Parabéns Antonio e também parabéns para Ana e Fabio! Estou aqui emocionada com a história de vocês! Texto lindo!!!

    ResponderExcluir
  9. Fábio, vc ter dividido sua história lá do começo do namoro, até os dias de hj através desse lindo texto, foi um presente. Continuem caminhando por essa estrada, pois ela é a estrada de vcs. Parabéns ao Antonio pelo 1º aninho e parabéns à vcs por serem esses pais maravilhosos. Bjs

    ResponderExcluir
  10. Muito lindo, emocionante, sensível, vc nem imagina o quanto me comoveu!! parabéns para vc, para a Ana e um parabéns muito especial para o Antonio, muita saude, luz e bênçãos de Deus!!!!

    ResponderExcluir
  11. Fabinho, não sabia deste teu blog, vi agora por acaso no face. Parabéns ao Antonio, muita saúde paz e alegrias, que Deus o abençoe, sempre. Parabéns a você e Ana também pelos ensinamentos de vida. Abraços, Reinaldo Saucedo.

    ResponderExcluir
  12. Rejane Silene de Castro7 de fevereiro de 2012 08:00

    Incondiciolnal este amor!
    Fiquei verdadeiramente emocionada com a linda história de vida e de amor do casal!
    Parabéns pelo nascimento de sonhos criados de forma conjunta e pelo pequeno/grande Antonio, fruto desde amor que "desbravou fronteiras".
    Felicidades é o que desejo de coração!
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  13. Fábio, Ana e Antonio...uma história de amor! Parabéns para vocês. Um grande beijo. Mônica Leite

    ResponderExcluir
  14. Fábio,
    Apesar de conhecer uma parte dessa história, é emocionante a releitura em tão belo texto!!
    Eu brinco com o meu filho que, antes de nascer, ele era um anjinho no ceu. E vez ou outra, ele se empolga com o fato de ter morado uma temporada no ceu, no meio das nuvens e de ter conhecido papai do ceu... E fala que lá de cima via a mamãe e o papai e ele que escolheu ser o nosso filho! Ele foi lá no papai do céu e pediu para descer!! Quase morro de tanto apertar e beijar ele quando fala essas coisas...
    Acredito que o Antonio, quando era anjinho e vivia entre as nuvens também fez a escolha correta!!! Escolheu a dedo, o papai e a mamãe dele. Talvez no mesmo dia que a Ana colocou a imagem de Santo Antônio ao lado da sua cama, ele tenha falado lá de cima: é pra lá que eu vou!!!
    Parabens ao Antonio, ao papai e a mamãe!! E que as conquistas dele sejam sempre festejadas por essa legião de amigos, familiares e desconhecidos!!!
    Beijos,
    Flávia

    ResponderExcluir
  15. Kamila, que bom que "caiu" aqui. Que bom que gostou. Volte às segundas. Sempre terá algo novo.

    ResponderExcluir
  16. Giorgie, várias pessoas me encontram na rua e dizem que leem, mas não comentam. Sem problema algum. Mas fico muito feliz que tenha escrito. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  17. Isadora, o mundo só precisa de energia boa mesmo. Mas prometo tentar arrancar alguns risos nos próximos posts tb.

    ResponderExcluir
  18. Patrícia, você tem um Antonio também?! Que legal. Que bom que tem batido ponto por aqui. um bj

    ResponderExcluir
  19. Helô, é muito sorte nossa (minha, da Ana e do Tom) de ter tantos amigos por perto. Um bj

    ResponderExcluir
  20. Claudine, que bom que voltou a comentar. Estava com saudades. Um bj

    ResponderExcluir
  21. Cynthia, o Antonio quer conhecer a Ana Clara. Está prospectando possíveis namoradas. bj

    ResponderExcluir
  22. Cléo, presente é vocês virem aqui, comentarem... é a parte mais divertida do blog. bj

    ResponderExcluir
  23. Reinaldo, que bom que descobriu o blog. Divulguei lá no início, mas agora só compartilho os posts, para não ficar pentelhando a timeline de ninguém. Toda segunda tem coisa nova. Volte quando quiser. Ou quando o sono fugir. Abraço

    ResponderExcluir
  24. Rejane, gostei muito de ver as fotos da construção da casa. Fiquei um tempão vendo o passo a passo. Ficou pronta?

    ResponderExcluir
  25. Flávia, acho que eles nos escolheram sim. E o teu segundo? Chegou??

    ResponderExcluir
  26. Uma salva de palmas! A história de vocês sempre foi linda de se ouvir e de se ver! Arrepiei, Fábio! Parabéns aos três!

    ResponderExcluir
  27. Feliz Aniversário para o Antonio sem chapéu!

    E parabéns ao casal que vai, generosamente, dividindo com a gente tantas e tão belas lições.

    Beijos a todos!

    ResponderExcluir
  28. Que história linda, emocionante.

    Parabéns, Antonio, pelo seu primeiro aninho de muitos que ainda vão brilhar, e parabéns,Fabinho, por ter esse filho maravilhoso.

    beijos.

    ResponderExcluir
  29. Fabinho,

    Acompanho seu blog desde o início, apesar de não comentar... Por várias vezes me vi chorando e dando gargalhadas em frente ao computador.

    E acredite, seus textos alegram nossos dias, são lições de vida.

    Como acredito que nada na nossa existência acontece por acaso, vc a a Ana foram escolhidos por Deus pra ter um filho tão especial como o Antonio.

    Parabéns ao Antonio pelo 1º aninho de vida e muita luz na caminhada de vocês.

    ResponderExcluir
  30. Que presentão esse para o Antonio,e de quebra fui presenteado também,pois faço aniversário hoje dia 7.
    Abraços

    ResponderExcluir
  31. Raquel, fico feliz que acompanhe. Não é obrigatório comentar, mas fico sempre contente. bj

    ResponderExcluir
  32. Leandro, parabéns! Que tenha um dia e um ano cheio de alegrias. abraço

    ResponderExcluir
  33. Fábio, que lindo texto! Gosto da maneira doce e delicada que você usa para contar as coisas. Muito divertida a história do Santo Antônio! Parabéns ao Antonio, a você e à Ana por esse ano tão especial e tudo de melhor no novo ano que começou ontem para o filhote. Beijos.

    ResponderExcluir
  34. Eeeee! Parabéns para o Antonio (sem acento)!

    Mta paz, felicidade, amor e saúde para essa família linda.

    Sabe que eu sempre soube mais ou menos da história de amor de vocês dois pela Robertinha...Mas contada assim deu uma emoção!!! E essa tática da Ana Paula foi ó-t-e-m-a! Ainda bem que vocês compartilharam! ;)

    Um beijão para vocês e especialmente para o aniversariante.

    ResponderExcluir
  35. Perdi o post da 2a! Mas to lendo na 3a e ainda bem que não demorei mais! Já tinha desejado por email, mas ficam os votos de saúde e felicidades para o Antonio e os pais dele. Mais um belíssimo texto...

    Bjoks aos 3

    PS: to desenvolvendo o hábito de ler seu texto e na sequência todos os comentários. Fico muito feliz em ver que muita gente fica como eu depois de ler seus textos: olhos marejados e absorvendo as palavras que lemos! Como disse no email, o Antonio tem nos ensinado muito: pela vida dele ou pelas suas palavras!

    ResponderExcluir
  36. Doca, os comentários são parte fundamental do blog. Não só eu, mas a Ana, minha mãe, muita gente comenta que adora de ler os comentários. Eu gosto principalmente quando cada um vai contando um pouco da sua história. Tem um comentário da Solange no "Odeio Perguntas Cretinas", se não me engano, que foi hilário. Todo mundo adorou.

    ResponderExcluir
  37. Parabéns ao Antonio e Parabéns aos pais dele tb. Grande abraço gaúcho.
    Caio

    ResponderExcluir
  38. Através dessas demonstrações, vc pode perceber que nós, leitores, ficamos gratos pela sua inspiração, pela beleza das suas palavras...
    Cada vez que passo por aqui volto mais enriquecida...sua família é linda!!!!!!
    Abraçosss

    ResponderExcluir
  39. Feliz Aniversário AntonioOOO!

    ResponderExcluir
  40. Fabinho, eu também sou do time que vem correndo ler os comentários! Adoro!!
    Ursinho Antonio já tá um rapaz... Viajado e tudo!!!
    Nicolau tem um presente pra ele! Pracisamos combinar novo encontro.
    P.S: Como sei que Ana vai ler: Ana, preciso URGENTE dessa manha do Santo Antônio!!!
    Bjos pra vcs.

    ResponderExcluir
  41. Sonia, sempre digo e repito: essa troca com quem lê nos enriquece muito tb. Um bj

    ResponderExcluir
  42. Manu, presente?! Oba! Vamos nos encontrar.

    ResponderExcluir
  43. Anônimo, obrigado! Deixa um nome pra gente te chamar. rs.

    ResponderExcluir
  44. Tomtom, feliz aniversário. Muitas anos de vida. Desejo a você e toda a sua família muito mais benções do que as já agraciadas. E viva Santo Antônio. Agora posso ter uma conversinha com ele, rsrs. Mas para ficar precavida, vou buzinar no ouvido de São José também. Bjus Fábio e parabéns a você também.

    ResponderExcluir
  45. Obrigado, Niele, um bj pra você tb. Boa sorte com os santos. rs

    ResponderExcluir
  46. Antonio querido...
    Coincidentemente, agora você e a Teodora é que estão a 1.000 km de distância, e com muito em comum ... Será que um dia haverá namoro?!? Minha pequena guerreira manda um beijo ao seu companheiro de aventuras. PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  47. Dani, o Antonio não recusa candidatas. Já está de viagem marcada para São Paulo. Mandarei e-mail com detalhes. bj

    ResponderExcluir
  48. Falaaaa, Fábio!!
    Parabéns pelo texto mais uma vez e parabéns pro Antonio!!!!Que felicidade que deve ser completar um ano de muitas vitórias e celebrando a conquista de uma família completa.
    =) PARABÉNS pra vcs.
    A minha estrada andou meio sinuosa mesmo, mas estou aprendendo a sentir falta, Fábio. O tempo está se encarregando de cuidar dos detalhes e certas coisas preenchem um pouco do espaço que resta como, por exemplo, trabalhar, escrever.
    Você sabe muito bem como é importante o papel da nossa profissão nas nossas vidas. Gostar do que se faz ajuda a esquecer certas coisas e dá mais força para continuar.
    Mas agora chega, redator quando começa não para, né. kkkkkk
    abração
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  49. Oi Fábio!! O meu segundo chega até o final do mês que vem!!! Reta final...
    Aproveito para mandar beijos para vcs 3!!!!! Até segunda que vem!!!

    ResponderExcluir
  50. Fábiooo, que lindo! Chorei de alegria de ver como vcs são raros e a tua sensibilidade pra escrever é ímpar. Com toda certeza, há um ano nascia o Antonio, um novo Fábio e uma nova Ana. Parabéns a vcs três!

    E manda o Santo Antônio pra mim (a koisa tá feia por aqui), eu juro que não tiro o chapéu dele... hahhaha

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  51. Ká, obrigado. Acho que a Ana não vai deixar eu mandar o St. Antônio não. ahhahah. Mas rouba um de alguém aí. Parece que roubado funciona melhor. hahaha

    ResponderExcluir
  52. As fotos são de minha autoria (sei que preciso melhorar!). Lembro direitinho da historia do Santo Antonio! Antonio, alem de você ser muito especial, tem pais muito especiais também! Família linda!

    ResponderExcluir
  53. As fotos são suas sim! Perdão por não colocar os créditos. rs. Vou colocá-los agora mesmo.

    ResponderExcluir
  54. Parabéns ao Antonio!!!
    Quando ele vier a ler esse texto vai ter certeza de quanto ele é amado.
    Que vc e a Ana venham a ter muitas alegrias nos "trocentos' aniversários que o Antonio vai proporcionar.
    Beijos a essa família maravilhosa que compartilha esse amor incondicional com a gente.
    Obrigado!!!

    ResponderExcluir
  55. Fábio meu blog:
    blogrodaseliberdade.blogspot.c​om
    "Rodas da Liberdade"
    Como vc havia solicitado, tem um pouco de mim nos textos.
    Espero que goste e faça comentarios.
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
  56. Gente !

    Quanta riqueza, quantas boas reflexões, exemplos nestes comentários.

    Tenho alguns que são meus xodós: o Doca, o Da Vila, o Caparroz, o Leandro ( o que tem foto bem colorida) dentre outros. Alguns conheço, outros não, mas transmitem tanto amor, tanta ternura. Quanta gente boa.
    Energia pura. Força.Exemplo. Superação.
    Tenham certeza que vocês já contribuem para o sorrisinho maroto do Antonio.

    Meus votos neste primeiro aninho do Tom Tom é que ele consiga no futuro ler todas estas maravilhas por aqui postadas.

    Bem que um dia a gente podia fazer festa e se encontrar todo mundo. Quem sabe ...

    Vovó coruja do Tom Tom

    ResponderExcluir
  57. Caparroz, obrigado! Já entrei no seu blog e já comecei a ler. Assim que der um tempo numa correria do trabalho aqui, comento por lá. Abraço

    ResponderExcluir
  58. Fábio, não sei o que me levou a voltar aqui nesse exato momento, mas ter lido o comentário da sua mãe e saber que o Flavio (Da Vila p/ vcs) é um dos xodós dela, me fez um bem danado. Coisa de mãe coruja, vc sabe como é né? E como sua mãe, eu tb sou avó, ai então que a corujice atinge um grau máximo. O bj agora vai especialmente p/ ela tá? Por favor transmita!!!

    ResponderExcluir
  59. Transmitirei, Cléo, mas acredito que ela mesmo vai encontrar seu recado aqui. Sei que é uma ávida leitora de comentários, assim como a Ana e eu. rs. bj pra vc

    ResponderExcluir
  60. Parabéns a vc Antonio pelo primeiro aniversário e parabéns aos pais, tios, primos, avós, bisavós, amigos, babás, auxiliares, médicos, terapeutas, etc. que acompanharam o teu dia a dia nessa caminhada cheia de surpresas, sustos, desconhecimento, alegrias, tensão e esperança em direção ao seu primeiro ano de vida. Embora eu venha de uma família de 6 irmãos, muitos primos, 4 filhos, muitos sobrinhos e 4 netos os quais tive a oportunidade de ver crescer, nunca aprendi tanto sobre termos e procedimentos médicos, aceitação e esperança do que nesta breve convivência com vc.
    No seu aniversário quem ganhou presente fui eu que fiquei muito contente e muito emocionado quando, na véspera de seu primeiro ano, em Arraial d’Ajuda, vi vc de quatro, com a cabeça bem firme e levantada, fazendo muita força, num movimento de balanço típico de quem está ensaiando gatinhar. Nunca pensei que ia dar tanto valor para algo tão simples como gatinhar. Naquela hora eu tive a pretensão de pensar no teu futuro e vê-lo de uma forma mais humana e com boas perspectivas para vc. Querido neto, nossa meta de fazermos aquele time de futebol junto com teus primos ficou fortalecida depois destes teus exercícios aeróbicos combinados com cantos, resmungos e gritos tipo “metaleiros”....
    Aquele abração deste vô que te ama muito.

    R Ludwig

    ResponderExcluir
  61. Pai, vou ter que imprimir estas mensagens e guardar para o Antonio. Que melhor presente ele poderia querer?

    ResponderExcluir
  62. Oi, Cleo !

    Gosto dos tues posts também. É que os do Flávio são muito originais.

    Grande e fraternal abraço amigo da Neiva

    Que maravilha ! Isto !

    ResponderExcluir
  63. Fábio, suas palavras me emocionaram. O amor com que retrata a sua relação familiar é lindo.
    Eu tenho um Blog o Babyblogbr e seria um prazer ter um post seu falando sobre sua experiencia ou algo pontual que possa ser compartilhado com outros pais que assim como vc, vivem o fato de terem filhos especiais.
    Se vc quiser usar o nosso espaço para qualquer tipo de divulgação, fique a vontade... Hoje eu compartilhei em nossa fun page este seu texto que certamente vale a pena ser lido por todos.
    PARABÉNS, que Deus ilumine sempre vc e sua família.
    Abs,
    Fernanda Rocha
    www.babyblogbr.com.br

    ResponderExcluir
  64. Fernanda, que honra! Será um prazer escrever algo exclusivo para o seu blog, que é muito bonito e interessante, por sinal. Estou numa semana corrida, mas já no fim de semana trocamos uns e-mails para ver o que pode ser interessante para teus leitores. Obrigado por compartilhar meu texto. Nos falamos em breve. Bj

    ResponderExcluir
  65. Neiva, mesmo sem conhecer o Fábio adquiri um carinho muito grande por ele. Ainda ontem estive conversando c/ o Flavio e comentei que qd eles estiverem em São Paulo, faço muita questão de conhecê-los. Qto ao Antonio, como não se apaixonar por aquela fofura que está sempre c/ um sorriso tão gostoso!!! Bjs e parabéns pela linda família.

    ResponderExcluir
  66. Seu fofoooo!
    Muita saúde e amor para vcs 3!
    Bjokitas.

    ResponderExcluir
  67. Fê, acho melhor você ser específica. Porque senão eu pego o elogio para mim em vez de passar para o Tom, que hoje foi todo perfumado e de blusa regata pro parquinho, para loucura do público feminino de 0 a 90 anos.

    ResponderExcluir
  68. O fofoooooo é pra vc mesmo que é um amigo que eu amo de paixão e pelas sua belas palavras! Bom... pro Antonio.... fofoooooo seria muito mas muito pouco.. talvez fofooooooo pra c***** que, com o perdão da palavra e segundo o Bonnal, tende ao infinito!

    ResponderExcluir
  69. "Tende ao infinito" é ótimo. Um bjao pra vc e para o Bonnal

    ResponderExcluir
  70. Nossa, muito linda homenagem ao Antonio. Só nós, pais de filhos especiais, sabemos o real valor destas datas. Aprendemos a valorizar cada instante. Felicidades a vcs hoje e sempre!! Parabens ao Antonio!
    P.S.: Se puderes, da uma olhadinha no comentário que postei no texto de outubro/2011 "Ilha Deserta" no dia 31/01/12.
    Obrigada.Simone Quadros

    ResponderExcluir
  71. Por Deus, Antonio, que sorte sua esse seu pai, essa sua mãe. Você merece com certeza. Gisleine

    ResponderExcluir
  72. Simone, já te passo as informações da Unique por email. Abraço

    ResponderExcluir
  73. Fábio, conheci o seu blog através do blog da minha prima Erika (menudobebe) e estou encantada. Parabéns! Vejo a honra que vc tem em ser pai do Antonio, mas tenho certeza que o Antonio também tem muita honra em ser seu filho.

    ResponderExcluir
  74. Priscila, obrigado. Que bom que veio até aqui. Vou propor para a Erika um texto exclusivo para o blog dela. Quero retribuir, de alguma forma, a gentileza da divulgação.bj

    ResponderExcluir
  75. Dear Fabio, just to make a change, I will write in English, anyway I don´t write as well as you, so I would be a waste to try to do it in Portuguese! I am from Brasilia too! So funny ! I dont know you and your family, but your words are so beautiful and deep! Let me know when you write a book, I would like to buy it, I hope I dont cry myself to death , but it would be worth it. I hope you know it is just because it is all so beautiful! On times , when none talks, and everyone is rushing everywhere, it is nice to read real life on your words! I made sure I left a comment as you say it is the fun part of your blog! I wish you all the best and with all the bad news that are in the world now, be sure you are sharing LOVE. REgards

    ResponderExcluir
  76. Lu, you started in English, I'll reply in English as well, although my skills might be a little rusty. First of all, thank you for such kind comment. "It's nice to read real life on your words" is a very pleasent compliment to hear. However, I can't help having a feeling that I never can translate the exact real life. Antonio is such a wonderful kid, he teaches me so much about life, about him, about myself, I really wish I could translate everything to words. But I promise I'll keep trying, every monday. And I hope you are here to read.

    ResponderExcluir
  77. Olá, Fábio... Recebi umas fotos do aniversário do Antonio através da Fernanda que é amiga de minha irmã.
    Eu escrevo um blog onde a maioria dos assuntos abordados tem a ver com decoração, então ela me permitiu compartilhar a lindeza da decoração que preparou para o primeiro aninho do Antonio.
    Mas eu sou curiosa e quis saber mais... Então perguntando eu soube um pouco sobre o Antonio e tb sobre o seu blog. E eu que já tinha enxergado o amor na décor da festa, fiquei encantada com seu blog, sua motivação, seus textos, que embora não sejam explicitamente sobre o Antonio, giram em torno dele.
    Parabéns e um grande abraço a vc e Ana, que não conheço, mas estimo como se os conhecesse.
    Deixo o link da postagem que escrevi sobre a festa do Antonio e onde acabei compartilhando tb seu blog.
    http://potpourridakaren.blogspot.com.br/2012/04/aniversario-mais-do-que-especial.html
    Por favor, faça-me saber o que vc e Ana acharam!
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  78. Karen, obrigado pelos elogios e pela divulgação do blog. Vou entrar no teu site agora mesmo. bj

    ResponderExcluir
  79. Fabio
    Não nos conhecemos. Moro no RS e tive acesso ao seu blog pq sou amiga da Karen e li o post que ela escreveu sobre a festa do Antonio. Fiquei muito emocionada com o seu "desabafo" sobre o comentário daquele garoto. Temos, em nossa família, um garotão super especial: o João Victor. Ele é sobrinho do meu marido e já tem 10 anos. Não sabíamos que ele teria Síndrome de Down até o momento do nascimento. Foi um choque, meu cunhado (irmão mais velho de meu marido), pai do João, desmaiou. Meu sogro pensou:"que problemão"... Hoje nós temos uma certeza: se era pro João nascer especial, que bom que ele é nosso. Só nos traz alegria! Somos todos loucos por ele. É terrível, como toda criança de sua idade, agarra o I Pad do pai ("meu Ipedinho"), põe embaixo do braço e vai pra escola... Fotografa maravilhosamente bem e é fera no computador!!!! Sentimos muito na pele a dor que vc sentiu. Sei bem do seu sentimento. Lutamos muito para mostrar que as diferenças são co-habitáveis e que o fenótipo não mostra o coração. Parabéns pelo blog. Emocionante.

    ResponderExcluir
  80. Meu comentário saiu como anônimo. Desculpe-me. Meu nome é Ana Lurdes.

    ResponderExcluir
  81. Ana Lurdes, é impressionante como eles transformam todos em sua volta, não é? É incrível o que fazem com uma família, promovem a união. Que bom que meu texto também traduz o que vocês sentiram. Que bom que estamos no mesmo trilho. Aos poucos, juntos, podemos conseguir para nossos pequenos mais respeito e inclusão. bj

    ResponderExcluir
  82. Emocionante o texto sobre o 1º ano do Antonio, assim como tantos outros que estou lendo, parabéns pela força de vocês, o blog é um exemplo para muitas pessoas!

    ResponderExcluir
  83. cristiane mather santos3 de maio de 2012 12:20

    Olá encontrei seu blog e me apaixonei pelo Antônio...que Deus abençoe a caminhada de vcs...força sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Cristiane. Ele é um muleque apaixonante mesmo.

      Excluir
  84. Chorando seu texto revi minha vida! Obrigada e Beijos para Antonio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou a Mãe do Guilherme...Vanessa

      Excluir
    2. Obrigado a você por passar por aqui e comentar. bj

      Excluir